AGRONEGÓCIO Áreas

Cadeia produtiva do agronegócio e a importância das ações sustentáveis

03 de março de 2021

A sustentabilidade no agronegócio e as ações na cadeia produtiva são um tema muito importante para o setor. Saiba mais!

 

A sustentabilidade no agronegócio é uma pauta constante e, não será a primeira, nem a última vez, que você irá escutar sobre esse assunto. 

É um tema presente, justamente, porque é uma demanda crescente dos mercados internacionais e o setor precisa refletir constantemente como começar a atender. 

Além do assunto como um todo ser essencial para o equilíbrio produtivo, respeitando os aspectos econômicos, sociais e ambientais, a busca pela melhoria em cada um destes itens é o caminho para o aprimoramento. 

Essa é, inclusive, a agenda das principais multinacionais produtoras de alimentos do mundo.

Com isso, é evidente que é um fator decisivo para as empresas do ramo que almejam prosperar no futuro. 

Atitudes sustentáveis são necessárias em todos os elos da cadeia produtiva.

Por isso, quem atua no agronegócio precisa conscientizar-se da importância de planejar, implantar e gerenciar ações para um mundo mais sustentável. 

Aqui neste post, vamos discutir mais sobre a importância da sustentabilidade aplicada à cadeia produtiva, assim como incitar reflexões sobre as estratégias que estão sendo implementadas nas multinacionais ao redor do mundo. 

Sustentabilidade na cadeia produtiva do agronegócio 

A cadeia produtiva representa o processo de funcionamento de uma organização, que compreende desde os insumos (matérias-primas) até a formação do produto final e sua comercialização.

Dentro dessa representação, existem diversas operações, realizadas por diferentes unidades e stakeholders, como os produtores primários, fornecedores, distribuidores e consumidores finais.

No agronegócio, levando como exemplo uma indústria de alimentos, uma cadeia produtiva assumiria a seguinte configuração:

Exemplo de cadeia produtiva do agronegócioO ponto crucial aqui é: as atitudes sustentáveis do agronegócio devem estar presente em todos os elos da cadeia produtiva.

Dessa forma, uma indústria de alimentos que preza pela sustentabilidade deve garantir que desde o seu produtor primário até os seus distribuidores atendam aos quesitos de sustentabilidade.

Para isso, as empresas podem gerar diversas ações ações valiosas dentro da cadeia produtiva.

Porém, é necessário levar em consideração os três pilares da sustentabilidade: econômico, social e ambiental. 

Sustentabilidade no agronegócio: exemplos de ações na cadeia produtiva

Ao longo dos anos, as grandes empresas do setor foram implementando ações e inovando em soluções sustentáveis, levando em consideração as três esferas da sustentabilidade  e colhendo ótimos resultados dessa escolha.

Abaixo, mostraremos alguns exemplos do que está sendo feito dentro da cadeia produtiva do agronegócio para alcançar metas de sustentabilidade. 

Pilar Econômico

Em termos econômicos, as multinacionais de diversos setores desenharam ações no sentido de proporcionar melhorias na infraestrutura da cadeia, principalmente, tratando-se da automatização e transformação digital

Além disso, buscam oferecer preços mais adequados aos produtos, com a redução de custos e a desoneração das etapas produtivas. 

Com a implementação de tecnologias no ecossistema, ganha-se eficiência, promove-se desenvolvimento econômico ao aproveitar oportunidades e o fornecimento de produtos alinhados às expectativas do mercado consumidor. 

Além disso, incentivos para a compra de insumos com produção sustentável, como o pagamento de preço maiores e justos aos fornecedores que atenderem a esses critérios, é outro exemplo.

Pilar Social

Dentro do pilar social, uma empresa sustentável é aquela que respeita os direitos humanos.

Dessa forma, promover melhorias na comunidade, oferecer salários adequados, implementar a equidade de gêneros e traçando políticas internas de ética e integridade, são exemplo de ações.

As lideranças sustentáveis no agronegócio apostam na capacitação da equipe, no desenvolvimento de habilidades socioemocionais, assim como em autogestão, autonomia, espaço de fala e outras medidas para aumentar a performance nos ambientes de trabalho. 

Pilar Ambiental

No segmento ambiental, a proposta é buscar métodos naturais de controle de adversidades.

Como medir pegadas hídricas de carbono, reduzir os resíduos, reciclar, encontrar mecanismos de financiamento e recompensas ambientais. 

Além disso, usar fontes sustentáveis de energia, seguir as leis sempre com a mentalidade de proteger a biodiversidade, as florestas e reduzir os desmatamentos. 

Dessa forma, a busca por fornecedores que atendam a esses requisitos é essencial para qualquer agroindústria que levante a bandeira da sustentabilidade. 

É fundamental que esses temas sejam trazidos à tona periodicamente, para estimular os esforços de proteção ambiental na equipe.

Importância da transparência e comunicação das ações na cadeia produtiva

As propostas e as diretrizes para ações sustentáveis existem, no entanto, o maior desafio está na mudança da mentalidade, na comunicação e em como tornar as relações transparentes entre todos os membros da cadeia produtiva. 

Um fator que tem um peso importantíssimo nesse sentido é a prática de ESG (Environmental, social and corporate governance), altamente utilizada e difundida entre os investidores, tanto os individuais como os organizacionais.

Nesse modo de investir, eles buscam por investimentos que sejam comprovadamente sustentáveis, ou seja, que sejam transparentes em relação aos seus impactos e resultados. 

Um exemplo de como o agro pode se beneficiar das práticas de ESG são os títulos verdes.

Além disso, ainda existem muitos entraves a serem superados principalmente quando conversamos sobre o posicionamento do agronegócio, em nível nacional ou internacional. 

As empresas devem destacar os diferenciais competitivos do Brasil e enxergar a “sustentabilidade”  algo sério na iniciativa privada. 

A transparência, sobretudo, é um valor primordial para uma organização tida como sustentável.

Por isso, é muito importante criar um plano de comunicação para tornar o posicionamento e os impactos das ações claros. 

Um exemplo de ação interessante é fazer um inventário de temas sensíveis.

Se trata de uma estratégia de comunicação e abordagem para empresas do agronegócio, a partir de um estudo de identificação de público alvo, que vai determinar os objetivos da ação. 

Depois, buscam as ferramentas e meios para tornar as ações reais e cria-se os indicadores para mensuração de sua efetividade. 

Conclusão 

A sustentabilidade no agronegócio é uma pauta importantíssima e a cada dia tende a ter um peso maior para as organizações que desejam o sucesso. 

O setor ainda é muito mal visto pela sociedade brasileira e mundial, principalmente, quando o assunto é meio ambiente.

Por isso, as ações sustentáveis na cadeia produtiva garantem um diferencial competitivo para as empresas que as adotarem. 

Mas, além disso, as ações devem ser amplamente divulgadas de forma transparente aos stakeholders.

Estes são cada vez mais exigentes em relação à comprovação do cumprimento e os verdadeiros impactos das ações sustentáveis. 

Dessa forma, desponta a necessidade de habilidades de gestão e conhecimento estratégico e especializado para os líderes do agronegócio.

Esse é o meio para que consigam criar as melhores ações sustentáveis para o negócio, de forma a agregar valor para todos os stakeholders do negócio.

 

O MBA USP EAD Agronegócio da Fundace  fornece conhecimento em inovação e gestão no setor justamente nessa área. 

É uma pós-graduação recomendada para quem gostaria de desenvolver competências estratégicas no agronegócio e, a partir da inovação, trazer ótimos resultados para a empresa.

O que acha de aproveitar a oportunidade e começar um MBA USP EAD Agronegócio da Fundace  para tornar-se um profissional ainda mais desejado pelo mercado?

Logo

Nós usamos cookies

Este site usa cookies para aprimorar sua experiência de navegação.