Quais são as principais estratégias de marketing digital?

Leia esse artigo e saiba mais sobre as principais ferramentas de marketing no ambiente online.

1 – Marketing de conteúdo:

O marketing de conteúdo auxilia a trazer audiência para o site. Para isto, dois principais fatores devem ser gerenciados: o conteúdo do site e as ferramentas de busca. Estes dois fatores estão extremamente relacionados entre si, pois grande parte dos consumidores faz a busca sobre um site utilizando os sites de busca. Por sua vez, estes sites de busca são baseados na pesquisa por palavras-chave que geram os resultados com base no conteúdo que é apresentado dentro do site. Atualmente, a ferramenta de busca mais utilizada é o Google. Os resultados do Google são divididos em dois tipos de links: links orgânicos (não pagam para aparecer) e links patrocinados (pagam para aparecer na página).

Sendo assim, existem dois tipos de estratégias que gerenciam estes links do marketing digital. A primeira é a Search Engine Optimization (SEO), esta estratégia tem o objetivo de fazer o link do site aparecer entre os primeiros resultados orgânicos de um site de busca, isto é, é a pessoa não paga para que o site esteja na primeira página do Google. Para isto, é necessário a gestão do marketing de conteúdo, por meio da adição de palavras-chaves no conteúdo do site, isto é, palavras que podem ser utilizadas no momento da busca do produto ou serviço oferecido. A segunda é a estratégia de gerenciamento dos resultados pagos que aparecem no Google, a Search Engine Marketing (SEM). Este tipo de estratégia utiliza o Google Adwords como principal ferramenta. O que define se o site irá aparecer entre os primeiros resultados é o valor definido para ser pago por clique para cada palavra-chave, isto é, quanto maior for o valor definido por palavra-chave, maior a chance o site aparecer na primeira página do Google, quando as palavras-chaves escolhidas, forem digitadas.

2 – Marketing nas mídias sociais

As mídias sociais são desenvolvidas com a finalidade de permitir a criação colaborativa de conteúdo, a interação social e o compartilhamento de informações em vários formatos. Exemplos de mídias sociais são blogs, redes sociais, sites de conteúdo colaborativo e diversos modelos de sites que abrangem comunicação relacionamento, colaboração, multimídia e entretenimento.  No Brasil, 80% dos internautas participam de alguma rede social, portanto, elas devem ser entendidas e consideradas em qualquer atividade empresarial.

3 – E-mail marketing:

As empresas adaptaram a velha mala direta ao e-mail e criaram o chamado e-mail marketing. Como toda mala direta, a mensagem é preparada para atrair a pessoa a quem é endereçada. É importante notar que o “e-mail marketing” deve ser considerado em seu sentido amplo, isto é, é chamado de e-mail qualquer tipo de mensagem que possa ser enviada em massa para destinatários específicos. Isto inclui SMS, mensagens publicitárias no Facebook, mensagens diretas no WhatsApp, telemarketing e e-mail. O resultado ainda é baixo quando comparado ao volume de mensagens diretas enviadas, gerando a necessidade de envio de um volume cada vez maior de e-mails para que se obtenha um resultado satisfatório. Porém, é importante avaliar se as mensagens não geram um sentimento negativo em relação a empresa porque, muitas vezes, pode incomodar os potenciais clientes.

4 – Marketing viral:

A comunicação na internet é muito rápida e as
redes sociais possibilitam o desenvolvimento de um relacionamento contínuo
entre os internautas. Sendo assim, o boca-a-boca, ou marketing viral, foi
potencializado e deve ser considerado como uma estratégia de marketing digital.

O efeito viral é o efeito de espalhar uma mensagem de uma pessoa para a outra com o intuito de criar uma corrente que espalha a comunicação por milhares de pessoas. Exemplos disso são correntes sobre o acontecimento de promoções de produtos que são espalhadas por meio de grupos no WhatsApp e Facebook. Embora o marketing viral esteja baseado em um dos mais fortes conceitos da internet, o relacionamento, ele ainda é pouco utilizado pelas empresas.

5 – Propaganda on-line:

A propaganda on-line teve início a partir dos
banners publicados em sites. As novas tecnologias permitem desenvolvimento de
banners com animação, interação, som e vídeo. Estes banners digitais são
utilizados para serem compartilhados no Facebook, WhatsApp e Instagram.

Hoje existem diversas alternativas de propaganda on-line, porém é importante entender que ela se trata de um modelo diferente do modelo de veiculação de propaganda nos métodos tradicionais, como televisão, rádio e mídia impressa. Dessa forma, copiar anúncios criados para as mídias tradicionais e aplicá-los para mídias online não é a melhor alternativa, porque eles devem ser criados com adequação ao modo digital.

6 – Parcerias:

Com a finalidade de promover o seu site, é possível
realizar quatro tipos distintos de parcerias, que podem ser realizadas com:

  • Marketplaces

No marketplace
diferentes fornecedores vendem em um mesmo site, é como se fosse um shopping
online. Exemplos de marketplaces no Brasil são: Elo 7, Mercado Livre e Magazine
Luiza. A principal vantagem de realizar uma parceria com um marketplace é
trazer visibilidade para a sua loja, já que boa parte dos marketplaces já
possuem um bom posicionamento nos sites de busca.

  • Sites de comparação de preço

Comparadores de
preço são sites que pesquisam e mostram os valores de um mesmo produto em
diferentes lojas on-line. Sites de comparação de preço são excelentes
ferramentas que facilitam a decisão de compra do consumidor e que possibilitam
a atração de novos clientes para o e-commerce.

  • Sites de avaliações

A avaliação ou review, é um elemento fundamental porque aumenta a credibilidade e confiança do consumidor no seu site e, além disso, quando ele tem o contato com uma avaliação positiva sobre o produto, a chance de ele finalizar o produto aumenta. Um exemplo importante de sites confiáveis que refletem a avaliação de consumidores sobre os e-commerces, é o site da Ebit.

  • Influenciadores digitais

São pessoas que têm a capacidade de influenciar a tomada de decisão de outras pessoas. Exemplos de formadores de opiniões são os blogueiros e youtubers. Eles apresentam o produto ou serviço por meio de testes feitos com o seu uso, mostrando fotos e vídeos da experiência real de consumo. Este modo de exposição gera grandes finalizações de compras, porque apresenta maior credibilidade em seu apelo por meio de uma forma mais sutil de divulgação, mesmo que tenha que ser sinalizado na exposição que é uma publicidade.

Compartilhe

Deixe uma resposta