O que é orçamento empresarial e como implementar na sua empresa?

As empresas cada vez mais, estão sentindo a necessidade de adotar ferramentas de gestão estratégica e uma delas é o orçamento empresarial. As mudanças do mercado, crise econômica e financeira mundial, ou até mesmo novas oportunidades de negócios são um dos motivos para que os gestores tomem medidas de planejamento.

Implementar e gerir o orçamento empresarial é uma tarefa de extrema importância para manter o fluxo de caixa alinhado às necessidades do negócio. Entretanto, colocar na prática esse planejamento da gestão orçamentária é uma atividade complexa. Mas, é importante lembrar que a gestão eficiente do orçamento proporciona o sucesso no resultado dos seus projetos.

Diante disso, preparamos esse artigo que vai tirar todas as suas dúvidas sobre o orçamento empresarial. Vamos lá?

O que é orçamento empresarial?

Ele é um planejamento das receitas e despesas futuras da empresa, ou seja, é uma projeção de tudo que pode acontecer no negócio em um determinado período. Essa projeção deve ser realizada de acordo com o Princípio Contábil da Prudência (Conservadorismo), que determina a adoção do menor valor para as receitas e maior para as despesas.

Como você pode perceber, o orçamento empresarial está diretamente ligado ao fluxo de caixa da empresa. Então à medida que o ano vai passando deve ser realizada uma comparação dos valores estimados com os reais. Assim, você consegue verificar melhor as receitas e despesas futuras, além de realizar a gestão financeira com maior facilidade.

Quais as vantagens que o orçamento empresarial traz para empresa?

Separamos 8 vantagens de adotar o orçamento empresarial como aliado do planejamento estratégico da sua empresa, confira abaixo:

  1. Formar uma base histórica do comportamento do fluxo de caixa;
  2. Criação de metas claras e desafiadoras para maximizar os lucros;
  3. Indicadores de Desempenho que ajudam a medir o caminho para atingir os objetivos;
  4. Identificação de desvios de forma rápida, possibilitando o tratamento adequado;
  5. Aumento do engajamento dos diversos setores da empresa;
  6. Descentralização da responsabilidade do resultado do negócio;
  7. Maior organização e facilidade na gestão empresarial;
  8. Ajuda na tomada de decisões, pautado em dados concretos.

Como utilizar o orçamento empresarial como ferramenta de gestão?

Robert Kaplan e David Norton, autores da ferramenta Balanced Scorecard (BSC), falam que “O que não pode ser medido não pode ser gerenciado”. Essa frase traz um ensinamento muito real, e que é muito vivido na gestão empresarial. Aplicando-a na realidade do departamento financeiro, conseguimos “enxergar” com mais facilidade.

Dessa forma, ao utilizar o orçamento empresarial de forma correta e com a ajuda de todos os gestores, ele pode se tornar uma metodologia de grande valor. Estabeleça o período (por exemplo, 12 meses) para acompanhar a gestão do fluxo de caixa e identificar os gargalos ou oportunidades de negócio.

Como manter o orçamento empresarial atualizado e ajustado durante o ano?

Essa tarefa, apesar de complexa, não pode se tornar um empecilho para melhorar a gestão de seu negócio. Então, separamos algumas dicas para ajudar você na gestão orçamentária de sua empresa. Confira abaixo!

Elaboração do orçamento empresarial

Os gestores precisam, primeiramente, definir o período que será analisado. As empresas utilizam trimestral, semestral e anual, tendo como prazo máximo, 3 anos. Isso vai variar de acordo com o segmento de atuação do seu negócio. Depois disso, é necessário traçar as metas para a empresa nesse período, definindo rentabilidade, lucratividade, risco e liquidez.

Agora é o momento de dividir o orçamento empresarial em dois grupos: receitas e despesas. A projeção da receita deve ser realizada de forma fidedigna, considerando os contratos existentes ou o nível histórico de vendas, a sazonalidade, a meta estipulada, a inadimplência, o cenário econômico do país e do mundo nesse período.

Já as despesas são projetadas com uma análise do período anterior mais as metas definidas. Assim, você consegue chegar ao denominador comum dos custos fixos (aluguel, despesas com pessoal, telefone, internet, serviços de contabilidade, seguros) e custos variáveis (matéria-prima, água, energia elétrica, papelaria, transporte), bem como os investimentos e melhorias previstas.

Gestão e controle do orçamento empresarial

Após colocar tudo no papel, é o momento de gerir o orçamento empresarial, verificando se o que foi previsto está sendo realizado adequadamente. O ideal é reunir os gestores mensalmente para analisar o relatório das informações orçamentárias e financeiras (executadas).

Com o auxílio de ferramentas de gestão, como softwares ou planilhas, o controle do orçamento empresarial torna-se mais ágil, inteligente e menos moroso. Dessa forma, você consegue implementar processos automatizados para integrar os valores orçados com o fluxo de caixa. Além disso, essas ferramentas disponibilizam relatórios personalizados de acordo com a realidade e as necessidades do negócio.

Revisão orçamentária

Com os números apurados, é importante verificar os desvios que porventura ocorreram devido à volatilidade do mercado e ajustar a situação atual da empresa. Dessa forma, é importante adaptar as mudanças, tomando decisões  ofensivas ou defensivas de acordo com o mercado.

Após os gestores definirem as melhores medidas para conseguirem os resultados esperados no negócio, é preciso aplicar o conceito do orçamento empresarial ajustado. Na prática, é inserida mais uma coluna na análise do orçamento empresarial, que antes era orçado e realizado, agora incluindo o revisto. Vale ressaltar que essa medida não deve ser tomada para justificar orçamentos displicentes.

Como destacado anteriormente, o orçamento empresarial é constituído por um plano formal de acompanhamento dos resultados de curto, médio e longo prazo de seu negócio, além de ajudar na definição de estratégias de execução dos objetivos da empresa. Dessa forma, a boa gestão do seu negócio está atrelada à organização e às ferramentas que os gestores utilizam para facilitar essa tarefa.

Vale ressaltar que a implantação do orçamento empresarial é importante para qualquer empresa, independente de seu tamanho e ramo de atividade. Agora que você conhece um pouco mais sobre o orçamento empresarial, o que acha de conhecer outras ferramentas de gestão estratégica para serem adotadas em seu negócio? Inscreva-se no nosso MBA de Controladoria e Finanças, e prepare-se para aprender tudo sobre a gestão do capital da empresa!

Compartilhe

Deixe uma resposta