O que é Matriz BCG? Descubra como aplicar na sua empresa

Você sabe o que é Matriz BCG? Como ela pode ser uma forte aliada ao planejamento estratégico de sua empresa? Conheça essa metodologia que avalia a performance dos seus produtos, serviços ou unidades de negócios, auxiliando os gestores a tomarem decisões e traçarem metas de resultados assertivas.

Continue a leitura! Vamos explicar o que é essa ferramenta, como aplicar na sua empresa e muito mais!

O que é Matriz BCG?

A Matriz BCG é uma ferramenta gráfica que ajuda os gestores analisarem o ciclo de vida da cartela de produtos ou serviços de sua empresa. Ela foi criada na década de 70 por Bruce Henderson, para atender essa demanda da empresa de consultoria BCG – Boston Consulting Group.

Com ela, é possível criar o planejamento estratégico, realizar a gestão de marcas e definir a estratégia de vendas. Ou seja, determinar quais as ações que a empresa deve tomar em relação a cada item de seu portfólio ou unidades de negócios, conforme os resultados obtidos na Matriz BCG.

Como a Matriz BCG funciona?

Ela permite classificar os produtos e/ou serviços da empresa de acordo com a taxa de crescimento, volume e a participação no mercado em que atuam. Portanto, os gestores conseguem identificar as vacas leiteiras, estrelas, pontos de interrogação e os abacaxis presentes no seu portfólio.

Assim sendo, conseguem visualizar quais produtos ou serviços precisam aumentar a participação no mercado, quais devem preservar, aqueles que ainda podem extrair o máximo de negócio para depois descontinuá-lo e quais já não vale a pena continuar ofertando.

Quais as vantagens e desvantagens de adotar a Matriz BCG?

Essa metodologia é uma grande aliada ao planejamento estratégico e uma poderosa ferramenta para o sucesso do seu negócio. Como visto acima, a Matriz BCG ajuda os gestores na tomada de decisões mais assertivas, de acordo com a necessidade de cada produto, serviço ou unidade de negócios.

Já a principal desvantagem é que a Matriz BCG só considera a participação no mercado como fator de sucesso ou fracasso do seu produto. Entretanto, o mercado é muito dinâmico, então, um abacaxi pode se  tornar uma estrela no futuro, por exemplo.

Como colocar os produtos e/ou serviços na Matriz BCG?

Como visto, a Matriz BCG é uma ferramenta gráfica construída por um plano cartesiano. Então, cada produto do seu portfólio deve ser incluído em um dos quatro quadrantes, de acordo com a taxa de crescimento e participação de mercado. Cada quadrante possui uma classificação conforme ilustração e definições abaixo:

https://lh6.googleusercontent.com/CgJwVDejcN5PGkfkrNEDkIg5MqmaMPZXn7dU1NVHH-TFIYGWYxCHON9WB08wh4HErjo0LqqM8A8Ifabf0PeSpTunqK3WId98WA75veg_0zTczAvnkG7zNxwGnNIs_pEKdWtPT6QYGzFpqA5BZw
Infográfico Matriz BCG

Estrelas

São os produtos ou unidades de negócios que possuem alto crescimento e uma alta posição no mercado, ou seja, geram mais dinheiro. É importante continuar investindo neles para que o concorrente não lhe tire essa posição. Dessa forma, o fluxo de caixa é praticamente neutro, já que vai precisar de alocação de recursos constantes para manter seu sucesso.

Pontos de interrogação

Os produtos ou serviços que estiverem nesse quadrante da Matriz BCG tem um alto crescimento, mas uma baixa participação no mercado. Geralmente são os produtos que foram lançados recentemente e precisam de mais investimento inicial para melhorar a sua posição no mercado.

Vacas leiteiras

São as líderes no mercado. Esses produtos já vendem bem e têm uma posição estabelecida. As vendas são originadas de forma orgânica, não necessitando de alocação de recursos. Ou seja, geram mais recurso do que consomem. A rentabilidade gerada por eles, é  utilizada nos produtos que estão no ponto de interrogação e para custear as despesas administrativas da empresa.

Abacaxis

São os produtos que o ciclo de vida chegou ao fim, pois possuem baixo crescimento e participação no mercado. Por isso, deve ser realizada uma análise de viabilidade para definir se mantêm ou é retirado do portfólio. Caso a decisão seja manter, é necessário realizar um investimento maior que nos itens alocados no ponto de interrogação. É importante lembrar que pode não haver um retorno favorável.

Como aplicar a Matriz BCG na sua empresa?

A Matriz BCG é indicada para todas as empresas, independente de seu tamanho. Então, continue a leitura e aprenda o passo a passo de como aplicá-la, agora mesmo, no seu negócio. Confira abaixo!

Liste o portfólio de produtos

Faça uma listagem de todos os produtos, serviços e/ou unidades de negócios que a empresa oferece no seu mix. De modo a facilitar as etapas seguintes, é aconselhado colocá-los em ordem crescente de volume de vendas.

Defina o mercado

Neste passo, é necessário definir corretamente o mercado de cada item da sua lista para não impactar negativamente a classificação. Ou seja, defina o seu produto de acordo com seu real nível (A, B, C ou D).

Calcule a participação relativa do mercado

A participação relativa deve ser calculada dividindo a quota de mercado de seu produto (receitas) pela participação do seu maior concorrente direto. Suponhamos que seu produto possui a quota de 20% e seu concorrente é de 45% no mesmo ano, então a sua participação relativa seria de 0,4.

Encontre a taxa de crescimento do mercado

Já a taxa de crescimento é encontrada em relatórios do setor da atuação de seu negócio. Normalmente são disponibilizadas digitalmente. Ela é medida em termos percentuais, considerando o crescimento médio das principais empresas, através de suas receitas.

Desenhe o gráfico

Agora é hora de desenhar a Matriz BCG com duas linhas, vertical e horizontal, em um ângulo 90º, formando assim um plano cartesiano.

Então, trace a linha vertical com a taxa de crescimento do mercado que geralmente é graduada de 0 a 20% e seu eixo de 10%. Vale ressaltar que você deve descobrir qual o ponto médio significativo para o seu negócio.

Após isso, trace a linha horizontal com a participação relativa de seu produto em relação ao seu concorrente. Ela deve ser graduada, começando do lado esquerdo com 10 no meio da linha 1 e termine com 0,1. Isso que dizer a quantidade de vezes que sua empresa vende em relação ao seu concorrente.

Coloque os produtos na Matriz BCG

Neste momento, coloque os produtos na intersecção dos 2 pontos das linhas horizontal e vertical explicadas acima. Assim você vai conseguir visualizar os quatro quadrantes da Matriz BCG e qual a classificação do seu portfólio.

Análise e monte um plano de ação

Chegou o momento de analisar as informações obtidas na Matriz BCG e traçar estratégias e plano de ação para cada item do portfólio da sua empresa. Normalmente são utilizadas as 4 estratégias potenciais listadas abaixo:

  • Construir: transformar os pontos de interrogação em vacas leiteiras;
  • Manter: preservar a estratégia aplicada nas vacas leiteiras;
  • Colher: diminuir o investimento aplicado nos produtos que estão em declínio, assim a empresa consegue melhor rentabilidade;
  • Abandonar: retirar do seu mix os produtos considerados abacaxis e os pontos de interrogação, pois não vale a pena investir mais.

Da forma como mencionamos, a Matriz BCG é uma ferramenta simples e muito útil na gestão de sua empresa. Executando essa metodologia com eficácia, você consegue alocar recursos nos itens que realmente valem o esforço, bem como definir qual será descartado de seu portfólio.

Não perca mais tempo, comece hoje a fazer a Matriz BCG na sua empresa! Aproveite a visita em nosso blog e conheça o  MBA EAD Gestão Estratégica.

Compartilhe

Deixe uma resposta