Como aplicar Gestão Estratégica para ter grandes resultados

A Gestão Estratégica tornou-se um dos termos mais utilizados no mundo dos negócios e tem contribuído para que as empresas tomem melhores decisões, otimizem e melhorem processos de gestão. Nesse artigo, você vai descobrir como aplicar gestão estratégica e obter melhores resultados.

Mas afinal, o que é gestão estratégica?

Hoje em dia, os hábitos de consumo estão em constante atualização. Com isso, a jornada de compra do consumidor mudou e as empresas precisam acompanhar essa mudança. Nesse cenário, surge a Gestão Estratégica, que é uma maneira de tornar eficaz e otimizar a gestão de um negócio.

A gestão estratégica é um conjunto de ações que gerencia os recursos da empresa para alcançar metas e objetivos traçados. A gestão estratégica é utilizada para conduzir e administrar um negócio, de acordo com estratégias para toda a organização.

Após a definição de metas e objetivos, a gestão estratégica aplica diversas técnicas de otimização em toda estrutura da empresa. Com os isso, os resultados serão maximizados.

Como aplicar gestão estratégica nos negócios

Na prática, a gestão estratégica é fundamental para o sucesso de toda e qualquer organização, pois automatiza e otimiza processos, gerando economia de recursos, tempo e RH.

A gestão estratégica de uma empresa pode ser estruturada da seguinte forma:

  • Etapa 1 – Análise Empresarial: Diagnóstico; matriz BCG; curva de valor; análise SWOT.
  • Etapa 2 – Estratégia: Objetivos; metas
  • Etapa 3 – Execução: Plano de Ação 5W2H
  • Etapa 4 – Acompanhamento de Resultados: relatórios de resultados, gráficos.

Etapa 1

Em primeiro lugar, a empresa precisa saber exatamente o estado do seu negócio e diagnosticar toda a gestão. Para realizar essa análise, há 4 ferramentas: diagnóstico, matriz BCG, curva de valor e análise SWOT.

O diagnóstico empresarial é muito útil, pois é possível conhecer a real situação da empresa e quais setores demandam mais atenção. Nele, serão realizadas várias perguntas e dependendo da resposta, a empresa é rankeada conforme um nível de maturidade, variando de 0 a 100%.

Para obter melhores resultados, a empresa deverá criar estratégias para os setores que apresentarem os piores graus de maturidade.

A matriz BCG é voltada para portfólio de serviços ou produtos inseridos numa planilha integrada. Ela classifica conforme a previsão do aumento das vendas do mercado e o nivelamento de participação de determinado produto ou serviço.

Além disso, é fundamental fazer uma análise dos principais concorrentes do mercado. Para isso, é utilizado a curva de valor. O processo é simples e é separado por características que são valorizadas em cada mercado. Em geral, são as seguintes: capacidade, qualidade, preço, prazo, atrações, comunicação e atendimento. A partir daí, cada concorrente é avaliado com notas de 0 a 10, gerando uma curva de valor para cada empresa.

A quarta ferramenta é a análise SWOT, que apresenta uma planilha com os fatores internos e externos do negócio, como: fraquezas, forças, ameaças e oportunidades, além da importância de cada um deles. Com essas informações, é possível rankear os itens conforme um índice de conveniência.

Etapa 2

Após a realização da etapa 1, o gestor terá uma visão mais ampla e profunda de sua própria empresa e do mercado. Com essas informações, ele poderá planejar os objetivos e metas.

É fundamental elaborar um planejamento com objetivos e metas a curto prazo, como trimestrais ou semestrais. Após um ano, o gestor deve realizar uma revisão no planejamento.

Uma das atividades mais importantes para o gestor é a definição dos objetivos, pois eles vão nortear todas as ações da empresa. Cada área pode ter uma lista com até 8 objetivos. Mas é importante ao traçar as metas, priorizar pelo menos 3 objetivos para cada setor. A partir daí, a gestão estratégica se torna mais prática.

Etapa 3

De nada adianta analisar sua empresa, determinar objetivos e traçar metas, se o planejamento não for executado de maneira certa. Para isso, é preciso controlar o plano de ação.

O gestor deve determinar uma equipe responsável para cada plano de ação que está ligado diretamente a um objetivo/meta, com status de realização e prazos.

Nessa etapa, o número de ações é delineado conforme a equipe achar necessário para alcançar as metas traçadas para cada objetivo.

Etapa 4

A última etapa da gestão estratégica é o acompanhamento dos resultados e indicadores principais da empresa.

Para cada objetivo e meta estabelecidos, o gestor deverá analisar os resultados. Há diversas ferramentas de métricas capazes de acompanhar os resultados, por meio de relatórios e gráficos.

Dicas práticas de como aplicar gestão estratégica

A Gestão estratégica deve englobar todos os setores da empresa, desde a gestão financeira, de projetos, pessoas, até estratégia de vendas e marketing. É fundamental que cada empresa implante ações adequadas ao seu negócio.

Entretanto, algumas dicas servem para todo e qualquer tipo de negócio. Confira as principais:

Fuja da burocracia

É importante que os setores financeiros e administrativos tenham seus processos facilitados. Por isso, é fundamental organizar maneiras de fugir da burocracia dos processos de contratação, acompanhamento dos números da empresa, demissão e pagamentos, para ganhar tempo e melhorar resultados.

Automatize todo o processo de vendas

Independentemente dos canais de venda utilizados, o gestor precisa automatizar todo esse processo por meio de sistemas, busca de contatos e leads, de forma rápida, inteligente e prática.

Otimize a comunicação

Utilize plataformas e aplicativos para melhorar e integrar a comunicação entre as equipes. Com os setores integrados, é possível centralizar a comunicação e evitar ruídos indesejados, e por consequência, toda equipe se torna mais produtiva.

Priorize tarefas

Em posse do planejamento das ações, o gestor deve priorizar determinadas tarefas para que tudo seja realizado no tempo certo. Essa é uma das melhores formas estratégicas de gerenciar recursos e tempo.

Automatize o Marketing

As estratégias de marketing devem funcionar de maneira inteligente e automatizada. O gestor precisa contratar sistemas de automatização para auxiliar a empresa a melhorar os processos e mensurar resultados.

Invista em inovação

Inovação e tecnologia são os maiores aliados da Gestão Estratégica. Uma palavra de ordem que deve ser utilizada por todo gestor é inovação nas empresas. É de fundamental importância usar a tecnologia a favor dos negócios, capacitando os colaboradores, adquirindo novos softwares para obter grandes resultados.

Conclusão

Portanto, podemos dizer que a gestão estratégica se refere a administração dos recursos de uma empresa para atingir seus objetivos. Caracteriza um modo de fazer a gestão da empresa focando em ações estratégicas que difundam por toda a estrutura organizacional.

Quer saber mais sobre Gestão Estratégica? Conheça o MBA EAD Gestão Estratégica da Fundace.

Compartilhe