Como os bancos digitais mudaram o Sistema Financeiro Brasileiro

O surgimento dos bancos digitais mudou o Sistema Financeiro Brasileiro. O uso da tecnologia a favor do cliente, a oferta de segurança e conveniência quase sem custo, são algumas das vantagens dos bancos digitais.

Mesmo com a crise da economia brasileira e a queda em vários serviços bancários, os bancos digitais crescem a cada ano.

Mas afinal, o que são os bancos digitais?

Os bancos digitais se caracterizam por apresentar seus serviços e produtos praticamente de forma digital e sem cobrar nada dos clientes.

Diferente dos bancos tradicionais, os bancos digitais são extremamente tecnológicos, transparentes e cognitivos. Além disso, seu principal diferencial é desburocratização.

Segundo dados do Banco Central, 40% da população que está economicamente ativa, ainda não possui conta em bancos, devido à alta regulamentação e excesso de burocracia.

Para preencher essa lacuna, surgiram os bancos digitais. Eles são capazes de atender as necessidades dos clientes com suas soluções inovadoras e tecnológicas. A relação entre clientes e bancos digitais é mais consultiva, ágil e personalizada.

Tudo é feito online, via aplicativos para que os clientes sejam capazes de realizar transações financeiras, desde abertura de contas, depósitos, transferências, saques, etc.

Todo processo dos bancos digitais é não presencial, em que há captura digital de informações e documentos e coleta de assinatura eletrônica. Os clientes resolvem seus problemas por meio dos diversos canais eletrônicos sem a necessidade de ir à agência.

De acordo com a pesquisa da FEBRABAN (Federação Brasileiras dos Bancos), nos últimos 3 anos, o surgimento de agências digitais triplicou e o volume de transações bancárias via dispositivos móveis quadruplicou. Isso indica a extensão do potencial dos Bancos Digitais e como eles provocaram uma mudança de comportamento dos consumidores.

Principais bancos digitais no Brasil

Uma das principais vantagens dos bancos digitais é não cobrança de taxas de manutenção, como também a isenção de tarifas de transferências.

Conheça os principais bancos digitais brasileiros:

Banco Inter

Criado em 1994 pela construtora MRV, o Banco Inter, anteriormente chamado de Intermedium, lançou sua conta digital em 2014. Atualmente, há quase 500 mil correntistas digitais.

A abertura da conta garante um cartão de débito de bandeira MasterCard para compras e saques na rede Banco24Horas.

É possível fazer transferências sem pagar tarifas, via pagamento de boleto. Além disso, o Inter oferece empréstimos, recarga de celular e alguns tipos de investimentos como LCA, LCI e CDB.

Além disso, o cliente pode solicitar um cartão de crédito mediante análise de crédito. Não há cobrança de anuidade.

Nubank

Um dos bancos digitais mais populares no Brasil. Até outubro de 2017, a empresa só oferecia cartão de crédito. A partir daí, foi criada a NuConta, a conta de pagamento do Nubank.

Ao contrário do Banco Inter, você não consegue sacar dinheiro, mas é possível depositar, realizar pagamentos, transferir para qualquer banco.

A vantagem da NuConta é que o dinheiro depositado tem rendimento diário.

Para abrir uma conta no Nubank deve-se baixar o aplicativo, fazer o cadastro na NuConta e torcer para que a instituição te selecione.

Banco Next

Com objetivo de atrair o público jovem, universitário e com interesse em bancos digitais, o Bradesco lançou em junho de 2017 o Next.

Com quase 300 mil correntistas, o Banco Next oferece 4 tipos de planos:

  • Na faixa – gratuito, com direito a transferências ilimitadas para o Bradesco e saques, 1 TED/DOC por mês, mais cartão de crédito Visa Internacional.
  • Na medida – além de tudo na faixa, oferece TED/DOC ilimitado.
  • Tem Tudo – oferece tudo na medida, mais cartão de crédito Visa Gold com programa de fidelidade Livelo.
  • Turbinado – oferece tudo que consta na medida, mais cartão de Visa Platinum, também com programa de fidelidade.

Além disso, os correntistas têm descontos em diversos serviços como: Cinemark, Airbnb e Uber.

Sofisa Direto

Após 5 décadas de existência, o Banco Sofisa criou a conta digital Sofisa Direto.

O Sofisa Direto é totalmente gratuito, não há taxa de manutenção, tarifas de TED/DOC ou por saques (limitado a 4 por mês).

Além disso, com a conta digital do Sofisa Direto, o correntista conta com uma seção de investimentos, incluindo CDB para investir seu dinheiro a partir de 1 real com liquidez diária.

Essa conta também oferece empréstimos aos correntistas e um cartão de crédito MasterCard.

A conta digital não possui taxas de manutenção e é possível pagar contas e boletos.

Banco Original

Primeiro banco 100% digital, lançado em 2015, é um dos mais lembrados pelos brasileiros. Seu foco é alta renda para consumidores com renda acima de 4 mil reais.

A abertura da conta é feita toda pela internet em computadores ou por aplicativos nos dispositivos móveis. Os saques podem ser realizados na rede 24horas, mas há cobrança de tarifas.

Os pagamentos são exclusivos para boletos bancários, sendo que contas de água, luz e telefone estão excluídas.

A isenção de tarifas é válida apenas por 90 dias, após a abertura da conta.

O banco é voltado para investimentos, em que é possível obter a isenção de taxas.

Bancos digitais em grande escala

Atualmente quase um milhão de brasileiros têm conta em bancos digitais. Após ter entrado na economia brasileira, a grande meta dos bancos digitais é se consolidar em grande escala. Para isso, muitos deles já estão liberando a abertura de contas jurídicas, principalmente MEI.

Os principais desafios dos bancos digitais são transmitir segurança, credibilidade e ao mesmo tempo utilizar a modernidade como diferencial. Além disso, os clientes digitais são mais participativos e demandam interesses específicos.

Para ganhar escala, os bancos digitais precisam construir uma forma nova de se relacionar com os clientes, com base em análise de comportamento, necessidades, por meio das informações oferecidas nas transações financeiras e suas interações na Web e as atividades nas redes sociais.

Os principais desafios dos bancos digitais para os próximos anos são simplificar ainda mais os processos, extrair informações relevantes para ampliar seu relacionamento com os clientes e agir de forma proativa e informativa.

Quer saber mais sobre a influência dos bancos digitais no sistema financeiro, matricule-se no MBE EAD Economia Brasileira para Negócios da Fundace.

Compartilhe

Deixe uma resposta