O que é Gestão de Mudança e por que ela é importante para seu negócio?

É muito grande o volume de transformações que ocorrem no universo corporativo. A todo momento surgem novas tecnologias, novos concorrentes e processos.

Neste contexto, é fundamental para as empresas se adaptarem e quebrarem os paradigmas da burocracia, para terem uma notável gestão de mudança.

Sabemos que a mudança faz parte da rotina de qualquer empresa que queira permanecer forte no mercado.

Porém, o processo nem sempre é fácil, principalmente se a mudança for definitiva e disruptiva para a empresa.

Mas, como fazer a gestão de mudança garantindo que as transições institucionais aconteçam com qualidade, rapidez e resultado?

Para isso, preparamos esse artigo especialmente para você. Abordaremos o conceito de gestão de mudança e porque ela é tão importante para os negócios. Confira as dicas. Boa leitura!

O que é gestão de mudanças?

A gestão de mudança pode ser entendida como execução de um processo organizado e de um grupo de ferramentas para coordenar os colaboradores e levá-los a alcançar um resultado esperado.

Essas alterações estruturais podem ser a substituição de um sistema operacional, ferramentas e até alterações nas estratégias.

Nesse processo são envolvidos todos da hierarquia da empresa, com o propósito de organizar para as mudanças.

Para não acontecer a perda do foco ou até desorganização na execução do projeto, a gestão de mudança é a responsável pela coordenação dos colaboradores.

Vale destacar que, a gestão de mudança não pode ser interpretada como gestão de projetos ou gestão de pessoas.

Um atributo fundamental da gestão de mudança é a forma como os colaboradores são atingidos no processo de transição institucional.

A gestão de mudança organiza todo o processo, de modo a transformar os colaboradores em multifuncionais e eficientes.

É evidente que a empresa também precisa se avaliar, no que diz respeito ao momento mais adequado para realizar a transição, estruturando a capacitação e o planejamento estratégico.

Para que não ocorram eventualidades não previstas e a operação aconteça da melhor forma possível. Abaixo algumas diretrizes da gestão de mudança, que deverão ser observadas antes da implementação:

  • Qual o objetivo da mudança?
  • Comunicação eficiente com toda a empresa
  • Relação de todos os departamentos participantes
  • Justificativa da alteração
  • Orçamento disponível para o projeto
  • Cronograma das etapas com prazos determinados

Com todas as respostas, é possível desenvolver um projeto completo e com o engajamento de todos os colaboradores, para a condução das mudanças.

Como funciona a gestão de mudança

São considerados três níveis no processo total, que são dependentes um do outro e essenciais para o resultado final.

Cada um é igualmente importante e o conjunto levará ao desempenho esperado. As alterações poderão ser de forma Individual, Organizacional e de Competência.

Nível individual: treinar todos os colaboradores

Neste momento da gestão de mudança, o gestor responsável pelo projeto deve expor todos os detalhes da transformação, sanar as dúvidas e alinhar as particularidades com todos os colaboradores.

Ao dividir com a equipe informações importantes e o resultado desejado, também é primordial motivá-los, para extrair suas habilidades e competências.

É atribuição do gestor: assegurar que o colaborador acredite no projeto de mudança, entenda a ferramenta que será utilizada e consiga lidar com a pressão. Por conta disso, a gestão de pessoas é parte crucial do projeto.

O gestor, dominando a habilidade e competência de cada colaborador, terá condições de coordenar os esforços individuais para excelente execução do projeto.

Nível organizacional: transformar a organização da empresa

Nesta etapa, são revisados e transformados todos os processos da empresa conforme instruído no projeto.

Segundo as análises de mercado e as projeções de riscos, será determinado um plano de ações para as mais variadas situações.

Deverá ser feita a análise de viabilidade econômica do projeto, em relação aos recursos que serão disponibilizados e o retorno financeiro após a conclusão.

De posse de todas essas informações, é o momento de chegar na justificativa principal, para convencer que o projeto de mudança vale a pena ser implementado.

Nível de competência: criar um projeto competitivo

O nível individual e o nível organizacional, são níveis relacionados à execução do projeto. A gestão de mudança só acontecerá na sua excelência se houver treinamentos e capacitação de todos os envolvidos.

Como dissemos, haverá um grande trabalho de mobilização de pessoas e mudanças na estrutura da empresa. Por isso, são importantes as análises e reavaliações, para identificar se está performando bem ou se deixa a desejar em alguma área.

O grau de competência é totalmente proporcional ao nível de sucesso do projeto. A capacidade técnica e as habilidades dos profissionais é que irão fazer a diferença após a finalização do projeto.

Acredite na Gestão de Mudança

Independente do processo, ferramenta ou tecnologia que for implementado, a gestão de mudança é indispensável para o sucesso. Pois elimina o retrabalho e reduz os custos do processo.

A comunicação é essencial para que os colaboradores compreendam as mudanças que irão ocorrer e certifiquem-se de que possuem o conhecimento necessário para a perfeita execução do projeto.

A mudança faz parte da vida de todas as empresas é o que define o sucesso ou fracasso.

Para que um colaborador, um time ou empresa desfrute dos benefícios da mudança e alcance todos os objetivos, é fundamental compreender as diferentes fases do processo de mudança.

O maior estímulo é provocar os gestores a desempenharem suas funções abraçando as mudanças e motivando seus colaboradores.

A gestão de mudança será o canal pelo qual a empresa irá conseguir transformar sua estrutura para se tornar mais competitiva.

Esperamos que você tenha compreendido o que é a gestão de mudança e a importância para o seu negócio. Quer espalhar o conceito? Compartilhe esse artigo nas redes sociais!

Compartilhe

Deixe uma resposta