Marketing de Relacionamento: porque ele é essencial para sua empresa.

Aprenda a importância de fazer marketing de relacionamento. Sabemos que uma boa relação da empresa com seus clientes, é uma estratégia para alcançar melhores resultados.

O maior desafio é desenvolver estratégias que vão além, para atrair novos clientes e também, fidelizar os já conquistados pelo seu produto ou serviço. Então, nasceu o marketing de relacionamento, que vem ajudar as empresas a terem sucesso neste processo de atração e fidelização.

Um exemplo prático de marketing de relacionamento – Pense numa experiência positiva com uma marca, que o tornou fiel ao produto ou serviço. Quando a empresa supera as expectativas, os clientes tendem a conhecer novos produtos da marca ou soluções da mesma empresa, e passam a serem grandes disseminadores da marca.

Encantar o cliente no atendimento, de forma personalizada, contribui muito com a criação de um relacionamento duradouro. O resultado dessa estratégia inteligente e competitiva, é a disseminação da experiência positiva, e consequentemente da marca, gerando o “marketing viral”, que proporcionará a empresa escalar novos mercados, atingir novos clientes e se tornar referência de autoridade no ramo de atuação. Afinal, manter um cliente é mais barato do que atrair outro no mercado.

Se você tem uma experiência positiva, pode ter se perguntado: por que então as empresas não investem na qualidade dos relacionamentos com os seus clientes? Qual seria o custo financeiro desse investimento? A resposta para todas as questões está no marketing de relacionamento.

O que é Marketing de Relacionamento?

As ações tomadas pela empresa com o objetivo de criar um relacionamento positivo com seus clientes são chamadas marketing de relacionamento. Como a concorrência disponibiliza produtos com a mesma qualidade e custo benefício, para se destacar, é necessário, por exemplo, oferecer benefícios como estímulos para garantir a fidelidade.

A intenção do marketing de relacionamento é promover uma ligação afetiva, tornando os clientes fãs, por acreditarem e confiarem nos produtos e serviços de sua empresa. Quando isso acontece, os clientes tornam-se advogados e defensores da marca, indicando a todo círculo de relacionamentos e em certas situações, até defendendo.

Para fazer o marketing de relacionamento, é importante um bom planejamento estratégico a fim de identificar: as percepções, os desejos e necessidades da sua base de clientes.

As estratégias de marketing de relacionamento são oportunidades de quebrar paradigmas e criar oportunidades de novas experiências com seus clientes, tornando-os parceiros.

Como implantar marketing de relacionamento?

Ajustar a cultura da empresa é o primeiro passo para criar um plano de marketing de relacionamento, é instituir a cultura de fidelização dos clientes para todos os colaboradores da empresa. Eles precisam estar cientes que a excelência deve estar presente em todas as partes do processo de venda e, que a experiência consiste em todo e qualquer contato que ele tenha com a sua marca, não só no atendimento, mas principalmente, no pós-venda.

Todas as formas de aproximação com o cliente são válidas e a internet é uma das maiores facilitadoras.

Crie uma base sólida

Para fazer marketing de relacionamento é fundamental conhecer a fundo o seu público, crie nichos de perfis de clientes, de modo que a estratégia a ser aplicada, atraia por afinidade os clientes em potenciais.

As informações provenientes dessa audiência, serão utilizadas no desenvolvimento das estratégias, de acordo com cada perfil. Identificar a frequência de compra dos clientes e direcionar ações de marketing de relacionamento, para aqueles que mais geram receitas, com um monitoramento personalizado e, criar formas de aproximação com esse grupo.  

Para estreitar o relacionamento, há algumas ferramentas utilizadas no marketing de relacionamento: E-mail Marketing, Programas de Fidelidade e Redes Sociais. A seguir, vamos detalhar cada uma delas:

Marketing de Relacionamento com E-mail Marketing

O e-mail marketing é uma das principais ferramentas, pois permite configurações avançadas de personalização, criando várias condições de aplicar o marketing de relacionamento como:

  • criar uma aproximação com o cliente;
  • marcar presença em datas comemorativas importantes, como aniversários, dia das mães, natal, etc.
  • disponibilizar conteúdos de qualidade que agreguem valor para o cliente;
  • criar campanhas de fortalecimento da marca, evidenciando que sua empresa tem um papel facilitador na vida do cliente.
  • conceder benefícios exclusivos como: promoção, desconto, bônus, frisando a importância dele como cliente.
  • aplicar estratégias de pós-vendas, utilizando pesquisas de satisfação, formulários de elogios, sugestões e reclamações.
  • apresentar novos produtos, provocando o upselling e cross-selling.

Marketing de Relacionamento com Programas de Fidelidade

Esse modelo é o mais utilizado no marketing de relacionamento, muito praticado por empresas aéreas, bancos, cartões de créditos e hotéis. Consiste no oferecimento dos mais variados benefícios para o consumo de seu produto, como: opções de parcelamento, formas de pagamento, pontuações, milhas e até outras vantagens indiretas com benefícios específicos.

Os benefícios são concedidos mediante análises de perfis, para que realmente as vantagens atraiam os clientes, além disso, o desafio é manter a experiência positiva para que continuem utilizando o programa. Um detalhe importante na concessão dos benefícios é que as bonificações devem aumentar as vendas e alavancar sua empresa e não causar prejuízos financeiros.

Marketing de Relacionamento com Redes Sociais

As redes sociais são ferramentas do marketing de relacionamento que provocam aproximação da empresa com o seu cliente. Por esse motivo, é importante que a gestão das redes sociais seja realizada de forma séria e profissional, para que se mantenha o relacionamento saudável. Estar presente nas redes sociais, não é mais um diferencial, é uma estratégia do marketing de relacionamento, utilizada por todas as empresas.

É importante a empresa estar alinhada com o perfil das redes sociais. O Facebook e LinkedIn são redes utilizadas para entregar conteúdos, o Instagram possui maior apelo visual, indicado para construção da marca e o Twitter é muito eficiente como um canal de SAC, para sanar dúvidas e reclamações, pois possui uma dinâmica de comunicação muito rápida.

Por essa razão, as redes sociais são canais de divulgação, para disseminar, quase de imediato, informações e conteúdos relevantes, para um público muito maior, com possibilidade de viralização num curto prazo. Essa propriedade de repercussões rápidas possui dois lados: positivo e negativo.

Estratégias estruturadas podem expor a empresa a patamares nunca alcançados, por outro lado, ações incorretas ou até atraso nas tratativas das respostas e o posicionamento tardio, podem denegrir a marca com um número grande de clientes fidelizados e até novos.

As redes sociais também disponibilizam, a oportunidade de investimento em patrocinar as publicações. Esse impulsionamento pago aumenta a visibilidade, com a possibilidade da segmentação, propiciando uma comunicação personalizada.

Por que compensa investir em marketing de relacionamento?

Vale a pena investir, porque o marketing de relacionamento proporcionará o diferencial da sua empresa, diante da concorrência. Hoje temos produtos e serviços com qualidade semelhantes, então a excelência no atendimento e o relacionamento com a marca é que farão a diferença, gerando uma relação de confiança entre a empresa e seus clientes. O resultado é a fidelização dos existentes, atração dos novos e principalmente, o  retorno financeiro.

O marketing de relacionamento promove o encantamento, a relação saudável e duradoura e a confiança na marca. A gestão estratégica de aplicar o marketing de relacionamento é a decisão mais sábia do gestor que almeja a prospecção de bons negócios.

Quer saber mais sobre o que Marketing? Conheça o MBA oferecido pela Fundace!

Compartilhe

Deixe uma resposta