Etanol já foi o mais barato

A mudança na forma como a Petrobras realiza ajustes no preço da gasolina e do diesel vendidos nas refinarias para os distribui­dores, tornou os reajustes de pre­ços dos combustíveis veiculares mais frequentes. Somente em setembro deste ano, os valores praticados pela estatal sofreram dezenove alterações, como mos­tra levantamento do Centro de Pesquisa em Economia Regional da Fundação para Pesquisa e De­senvolvimento da Administra­ção, Contabilidade e Economia (Ceper/Fundace).

Segundo o Boletim Sucro­alcooleiro de outubro de 2017, dentre os municípios analisa­dos pelo Ceper e tomando por base valores de setembro, São Paulo apresentou o menor va­lor médio para a gasolina: R$ 3,59 o litro. São José do Rio Pre­to, por sua vez, vendeu o com­bustível pelo maior valor (R$ 3,92), seguido de Franca, onde o derivado de petróleo custava, em média, R$ 3,88.

Juntamente com estes dois úl­timos municípios, Ribeirão Preto disputa a liderança pelos preços da gasolina – hoje o valor nas bombas da cidade oscila entre R$ 4 (R$ 3,999) nos postos sem­-bandeira e R$ 4,10 (R$ 4,099) nos bandeirados.

Em relação ao etanol, a ci­dade apresentou o menor pre­ço, de R$ 2,21 o litro, enquanto Franca apresentou o maior pre­ço, com o etanol sendo vendido a R$ 2,68. Já para o óleo diesel, o maior preço dentre os muni­cípios analisados foi verificado em Campinas (R$ 3,17), en­quanto o menor foi registrado em Ribeirão Preto (R$ 3,01).

O preço dos três principais combustíveis comercializados no Brasil vem apresentando aumento nos últimos meses. Julho foi o período em que o etanol hidratado e o óleo diesel registraram os valores mais bai­xos do ano, enquanto a gasolina atingiu o seu valor mais baixo do ano em junho de 2017.

“Nota-se queda do preço dos combustíveis ao longo do primeiro semestre, mas a recu­peração dos preços da gasolina e do óleo diesel já é aparente, com preços superiores ao verifi­cados no início de 2017. O pre­ço da gasolina acabou puxando para cima o preço do etanol”, avalia Luciano Nakabashi, pes­quisador do Ceper e coordena­dor do levantamento.

Todos os municípios ana­lisados apresentam aumentos no preço da gasolina desde julho, tal como a média obser­vada para o País. “Isto mostra que apesar da diferença de preços, a dinâmica das varia­ções é semelhante em todos”, compara o pesquisador.

 

Fonte: http://www.tribunaribeirao.com.br/site/etanol-ja-foi-o-mais-barato/

Compartilhe

Deixe uma resposta